agenda
clinica medica

Lidar com todos os processos minuciosos dentro de um consultório médico pode ser uma tarefa e tanto para os gestores da clínica, em especial se a gestão é feita enquanto se realizam também os atendimentos. Cada vez mais surgem soluções do tipo, uma delas é a automação.

A maior dificuldade em grande parte dos casos é equilibrar a rotina de atendimentos com a atenção necessária ao controle do consultório como um empreendimento e do atendimento aos pacientes, seja ele pré ou pós-consultas e agendamentos.

No dia a dia, esse conflito se torna um grande peso na mão de médicos e auxiliares. Contudo, é possível investir em soluções inteligentes que automatizam ou otimizam processos, e que a partir delas, não demandam mais a atenção humana.

Porém, esses sistemas podem ser bem mais complexos que uma máquina de estamparia digital têxtil, então, é preciso conhecer bem cada solução, sua utilidade e como ela será aplicada no cotidiano da clínica médica em questão.

A automação só é possível dentro do consultório ou em qualquer outro âmbito de trabalho graças à tecnologia. Sua função é facilitar, potencializar e otimizar os processos de uma empresa, ou, neste caso, da clínica.

Com cada vez mais avanços tecnológicos, essas ferramentas e aplicações informacionais se tornam ainda mais eficientes em gerar soluções para os problemas do dia a dia em diversas áreas sensíveis para o trabalho do médico ou a gestão do consultório.

O mercado de aplicativos destinados para esse nicho cresce a cada dia, sempre com novas ideias mais dinâmicas, ágeis e integradas. Recursos como a telemedicina e prontuários eletrônicos já estão difundidos e alteraram profunda e positivamente a rotina médica na clínica.

Olhando para o que temos hoje, a automação já carrega consigo uma série de benefícios práticos e reais. Essas tecnologias, com toda sua diversidade, permitem a centralização de dados tanto da gestão da clínica quanto de casa atendimento possível.

Com esse tratamento de dados, otimizado por ferramentas digitais, é possível agilizar o atendimento e minimizar tanto as dores de cabeça com a gestão do consultório quanto o tempo dedicado a essa questão. 

Essas tecnologias permitem ao gestor inserir novos processos que integrem melhor a clínica e o seu público, otimizando a produtividade, o controle das finanças e a segurança dos registros. 

Afinal, o aumento da produção e a minimização de erros são a base do crescimento de uma empresa.

Como surgiu e como a automação funciona em clínicas médicas

A automação é uma aliada bastante antiga com a medicina, antes de se inovar na máquina bordadeira industrial barudan a tecnologia já estava integrada nos hospitais e nos consultórios clínicos desde 1890.

Em 1895, muitos processos passaram a ser automatizados a partir da criação dos aparelhos de raio X, por uma necessidade de operar o equipamento sem pôr em risco a saúde do profissional da saúde.

Mais tarde, no século 20, a máquina de ultrassom e de tomografia computadorizada também gerou inovações. Já no século 21, os aplicativos ganharam espaço na medicina até o cenário atual, onde os softwares de gestão para clínicas chegam e ganham cada vez mais espaço.

Assim como no dia a dia de uma empresa de telemetria veicular, em uma clínica é possível direcionar essas aplicações para variadas ações, entre elas estão:

  • Desenvolvimento de prontuários eletrônicos;
  • Emissão de receitas atestados e solicitações;
  • Criação de formulários pré-consultas; 
  • Conexão com planos de saúde;
  • Gerenciamento de agendamentos; 
  • Comunicação com o paciente.

Já faz algum tempo que o papel está tendo seu uso reduzido em diversas operações mundo afora. Além de reduzir esse custo, quando as informações são passadas por meios digitais, todo o processo é registrado e dinamizado.

Se uma empresa de limpeza e impermeabilização de estofados já envia notas de serviço e recibos por meio digital, nas clínicas essa mudança também está ocorrendo.

Os prontuários digitais, por exemplo, já estão dinamizando consultas e livrando o paciente da caligrafia complexa dos doutores.

Essa digitalização também é responsável por cortar da rotina da clínica os processos que lidavam com a armazenagem, o controle, o transporte e a organização de toda essa documentação com a documentação digital, e hoje isso pode ser feito com poucos cliques.

A automação cria um novo passo para o andamento dos prontuários médicos. Protegidos por softwares e armazenados em nuvens, eles facilitam o acesso para as pessoas certas e garante a segurança das informações e documentos.

Para o médico se torna muito mais fácil acompanhar o histórico de um paciente, apenas com uma busca de segundos, é possível encontrar a relação de medicamentos anteriores, sintomas e efeitos sentidos. Com informações mais rápidas, o tratamento também ganha eficiência.

Especialistas que dependem de exames de imagem também tem um acesso mais facilitado a esses recursos, exames de raio X são revelados em minutos, imagens são protegidas e guardadas corretamente e podem ser manipuladas para alinhar o tratamento com o paciente.

Alguns softwares permitem um leque de funções muito maior, como um equipamento automático de tampografia. Eles têm a capacidade de emissão de documentos como receitas medicamentosas, atestados médicos e até solicitações de exames.

Esses programas de gestão de clínicas médicas podem criar modelos pré-definidos desses documentos e até preencher informações a partir da base de dados dos pacientes.

Resta ao especialista apenas validar as informações e realizar as pequenas alterações que dependem dele.

Essa é mais uma forma que a automação agiliza e minimiza os riscos de erros dentro de uma clínica médica geral ou especializada. Outra forma é coletando informações antes da primeira consulta por meio de um formulário.

Esses dados coletados previamente podem dar ao médico durante a consulta um quadro mais amplo da saúde dos pacientes, assim, ele poderá fazer um atendimento mais minucioso e eficiente para um possível início de tratamento.

Como todas essas informações estão em uma mesma rede de dados e de acesso restrito ao corpo médico, a rotina do médico é agilizada e o paciente tem os serviços disponibilizados mais rapidamente.

Uma questão muito sensível para as clínicas é gerenciar as operações com os planos de saúde. Esse ponto vai determinar a sustentabilidade financeira no dia a dia. A automatização contribui para a coleta e padronização dos dados que devem ser passados para as empresas.

Outra questão que sempre gera uma dor de cabeça para gestores de clínicas é o agendamento de consultas. Aqui, as ferramentas de automação organizam agendas, geram lembretes e até entram em contato com pacientes, economizando recursos e agilizando os processos.

Benefícios da aplicação de automação em clínicas 

Faz muito tempo que a tecnologia não é mais dispensável dentro de uma clínica médica, como uma chapa cimentícia. Hoje ela é essencial para o funcionamento eficiente, desde o agendamento das consultas até a validação com os planos de saúde.

A principal vantagem da automação em uma clínica está em manipular com mais agilidade as informações. Quando os dados são digitalizados e inseridos nas plataformas da clínica, o médico tem acesso a um histórico completo do paciente e diversas outras informações.

A automação também permite que o médico ofereça um atendimento mais atencioso e humanizado, uma vez que boa parte das questões burocráticas e protocolares das consultas está sob controle das ferramentas automáticas.

A mesma ferramenta de busca que na internet te permite buscar por cilindro de gás gnv 7 5 preço, dentro da plataforma da clínica faz com que o médico tenha acesso a uma base de dados pregressa de cada paciente para definir um tratamento mais assertivo.

A otimização proporcionada pela automação também parte da facilidade em gerar relatórios, prontuários, receitas e atestados de forma rápida a partir de modelos definidos previamente e editáveis.

A lógica de organização também funciona quando se trata de questões financeiras de uma clínica, todo o orçamento é reduzido porque além de otimizar processos, a automação também mitiga erros que geram prejuízos no final do mês.

Por fim, a automação é responsável pela possibilidade de dinamizar todos os processos internos e externos da clínica, a fim de atender melhor os resultados com menos foco na burocracia e mais na atenção humanizada ao paciente. 

Considerações finais

Muitas clínicas passaram por um processo de transição para as ferramentas de automação, como a conversão a gás veicular ocorrida em diversos carros.

Esse processo visa colocar ferramentas tecnológicas no dia a dia da empresa para otimizar processos que facilitem o cotidiano.

Essas aplicações fazem com que seja possível delegar funções protocolares para uma programação ou inteligência artificial digitalizada que organiza documentos, desenvolvem agendas e realiza o envio de documentos.

Além disso, esses mecanismos são responsáveis por coletar, coordenar e transitar informações entre a equipe médica em contato com o paciente.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Artigos Relacionados

Newsletter GestãoDS

Semanalmente os melhores conteúdos para médicos empreendedores.

"*" indica campos obrigatórios

Hidden
LGPD*
Ao enviar seus dados você declara que concorda com a nossa Política de Privacidade.
logo GestãoDS
Simples e Descomplicada – O melhor software para médicos com pacientes recorrentes.

Siga Nas Redes Sociais

Endeavor Scale Up
Todos os direitos reservados | Suno Sistemas – CNPJ: 23.640.571/0001-96 | Política de Privacidade e Termos de Uso