agenda

O que é medicina integrativa? É a parceria do médico e paciente para a manutenção da saúde, além de conhecida como medicina integrativa, funcional ou integral.

A medicina integrativa é uma mudança de paradigma importante para os cuidados de saúde e bem-estar dos pacientes, principalmente nos casos graves, degenerativos, crônicos e de pessoas acamadas. Esses casos exigem maiores cuidados físicos e, ao mesmo tempo, também mexem com questões emocionais e psicológicas.

Tanto para esses casos quanto para diversos outros, a medicina integrativa oferece uma resposta mais completa e complexa, mudando a visão sobre o paciente, enxergando-o como um indivíduo como um todo.

Por isso, é fundamental conhecer mais sobre o tema e entender a sua importância. Vamos apresentar os principais pontos a seguir. Boa leitura.

O que é a medicina integrativa?

A medicina integrativa é o conjunto de práticas na área médica que auxilia a potencializar a relação entre médico e paciente e, também, outros profissionais de saúde que estejam relacionados com os tratamentos realizados para determinadas patologias.

Também está relacionado com outra questão muito importante: considerar o paciente como um indivíduo e suas complexidades, e não só as questões relacionadas com aquela área de especialização.

medicina integrativa

Por exemplo, um paciente oncológico precisa ser visto para além do tratamento de câncer. Afinal, devido à gravidade da patologia, tem outras questões que interferem para trazer maior saúde e qualidade de vida, entre elas:

  • saúde mental;
  • alimentação;
  • práticas de atividades físicas;
  • necessidade de fisioterapia para recuperação da área atingida, entre outros.

Qual a importância da medicina integrativa?

A medicina integrativa tem uma importância muito grande, principalmente, para promover bem-estar em diversas áreas para os pacientes (físico, mental e emocional). Afinal, sabemos que muitas patologias podem afetar esse tripé e, como você deve saber, eles estão interligados.

Um paciente que não esteja bem emocionalmente terá uma maior dificuldade de recuperação de problemas físicos. A medicina integrativa, assim, considera esses três pontos de forma integrada, cuidando do indivíduo como um todo, trazendo um maior bem-estar, qualidade de vida e cuidados para questões importantes para seu tratamento.

medicina integral

Como acontece a medicina integrativa na prática?

Mas afinal, como a medicina integrativa ocorre na prática? Nesse caso, abre-se o contato e as trocas de informações entre os diversos profissionais da área de saúde, para que possam atuar, de fato, de forma conjunta no dia a dia.

Por exemplo, médicos, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas holísticos, entre outros, conversam e trocam informações sobre o quadro do paciente, buscando trazer maior conforto e bem-estar para um paciente que esteja acamado após um acidente grave e esteja passando, também, por problemas emocionais devido ao quadro.

Assim, todos atuam unidos em prol dos cuidados de saúde com aquele paciente.

medicina funcional

Normalmente temos profissionais especializados em estratégias de medicina integrativa, mas também articula-se a participação de diversos profissionais de várias áreas para atuarem de forma conjunta, trocando informações sobre os tratamentos do paciente.

E também podem ser incluídos outros terapeutas que não são, necessariamente médicos, mas cujas atuações também auxiliam em uma abordagem interdisciplinar de saúde. Estão entre eles:

  • fitoterapeutas;
  • profissionais que auxiliam com práticas meditativas, relaxamento, atenção plena;
  • profissionais de educação física (para técnicas de alongamento);
  • massagistas;
  • fonoaudiólogos;
  • psicólogos, entre outros.

A medicina integrativa pode ser utilizada tanto no tratamento de doenças crônicas, degenerativas e, também, em casos nos quais a pessoa esteja acamada ou em quadro grave hospitalizada.

Quais os benefícios da medicina integrativa?

A medicina integrativa pode trazer uma série de benefícios para o paciente (o que é o cerne da prática médica). Estão entre elas:

  • melhor qualidade de vida do paciente;
  • visão do indivíduo em totalidade, não o enxergando apenas como um conjunto de sintomas;
  • alinhamento e respeito às crenças e filosofias do paciente;
  • processos de cura mais completos e com melhores resultados.

A medicina integrativa é uma forma mais interessante de tratamento, principalmente, para casos graves, mas não só para eles. Assim, é possível cuidar da pessoa, gerar vínculos mais fortes e proporcionar maior bem-estar.

Achou este conteúdo interessante? Então compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais e faça com que outros profissionais de saúde saibam mais sobre essa tendência.

Não deixe de conhecer nosso software médico de gestão de clínica e fidelização de pacientes;

Artigos Relacionados

Newsletter GestãoDS

Semanalmente os melhores conteúdos para médicos empreendedores.

"*" indica campos obrigatórios

Hidden
LGPD*
Ao enviar seus dados você declara que concorda com a nossa Política de Privacidade.
logo GestãoDS
Simples e Descomplicada – O melhor software para médicos com pacientes recorrentes.

Siga Nas Redes Sociais

Endeavor Scale Up
Todos os direitos reservados | Suno Sistemas – CNPJ: 23.640.571/0001-96 | Política de Privacidade e Termos de Uso