Curva de crescimento infantil: o que é, como funciona e as principais medidas

  1. Home
  2. »
  3. Pediatria
  4. »
  5. Curva de crescimento infantil: o que é, como funciona e as principais medidas
banner software médico completo para impulsionar clínicas e consultórios

Sumário

O atendimento de pacientes na pediatria exige diversos cuidados adicionais para garantir o pleno desenvolvimento da criança. Entre eles, acompanhar a curva de crescimento é um importante meio de identificar problemas ligados à nutrição e as demais fases de seu desenvolvimento

Como esse tipo de acompanhamento geralmente envolve vários anos, é necessário conhecer um pouco mais sobre como ela funciona e quais são as principais medidas para considerar. Por isso, organizamos um conteúdo detalhado sobre essa temática. Siga a leitura e acompanhe! 

curva de crescimento infantil

O que é curva de crescimento?

A curva de crescimento é uma padronização válida no mundo todo, elaborada pela Organização Mundial da Saúde com o objetivo de monitorar o desenvolvimento nutricional dos pequenos. Com isso, é possível entender como a criança está evoluindo a partir de dados como altura, perímetro da cabeça e outras muitas variáveis.

Desse modo, utilizá-la é uma boa forma de realizar avaliações sobre o crescimento infantil de maneira adequada. Há distinções da padronização entre meninos e meninas, o que faz com que as curvas difiram entre eles.

Com o uso dessa ferramenta, é factível identificar potenciais problemas relacionados à saúde infantil, como obesidade e desnutrição, e encaminhar as crianças para receberem o tratamento adequado a fim de superar as adversidades.

Como a curva de crescimento infantil funciona?

A curva de crescimento foi desenvolvida por meio de um mapeamento feito pela OMS, no qual ela classificou em um gráfico os diversos indivíduos. Por exemplo, há curvas que vinculam grupos de meninos conforme sua idade e peso, ou então, idade e estatura. 

O mesmo é feito para um grupo de meninas.

A partir do gráfico, foi possível estipular réguas para facilitar a interpretação dos profissionais da saúde, os chamados percentis. Por exemplo, suponha que uma criança esteja no percentil 75% no gráfico de estatura e peso. Isso representa que ela é mais alta e pesada do que 75% dos indivíduos com a mesma faixa etária.

Assim, é possível acompanhar o desenvolvimento da criança e entender se há algum parâmetro que pode gerar preocupação, como excesso de peso ou desnutrição. Há diversos fatores que podem impactar a curva de crescimento. Que tal aprender mais sobre eles?

Quais fatores podem impactar a curva de crescimento do seu filho?

Agora que você já sabe o que é e como funciona a curva de crescimento, que tal descobrir quais são as métricas de curva de crescimento? Com a intenção de ajudá-lo a aumentar sua base de conhecimento sobre o tema, separamos vários dos elementos relevantes. Vale a pena continuar a leitura e conferir o conteúdo!

curva de crescimento

Excesso de atividades físicas

Incentivar uma criança a realizar atividades físicas é importante e pode ajudar a combater diversos problemas de saúde, como obesidade, por exemplo. Porém, exercícios em excesso podem dificultar o desenvolvimento dos pequenos.

Nesse sentido, é importante que os pequenos tenham equilíbrio na hora de praticar esportes. Isso porque é possível que o excesso cause impacto em variáveis como altura e peso, fazendo com que as crianças fiquem menores e mais leves.

Assim, é relevante recomendar que sejam praticados exercícios físicos, mas que se tenha equilíbrio para não atrapalhar o desenvolvimento e gerar uma curva de crescimento que apresenta prejuízos.

Hormônios do crescimento

O hormônio do crescimento é importante para que as crianças consigam obter o desenvolvimento necessário em cada uma das fases da infância. Ele é produzido na hipófise e é um dos fatores que podem gerar impactos na curva.

Se a criança estiver com déficit nesse sentido, pode ter o seu desenvolvimento prejudicado, precisando, desse modo, consultar médicos especializados na questão para conseguir repor tal hormônio.

Porém, é válido lembrar que o tratamento necessita de prescrição de um profissional. Assim, a curva de crescimento é uma aliada importante para obter dados relevantes e ajudar no tratamento adequado.

Alimentação

A alimentação inadequada é um fator de grande importância nos casos de insuficiência de nutrientes essenciais para manter a atividade metabólica e o crescimento normal da criança.

Nesse quesito, não basta apenas estabelecer diversas normas de alimentação saudável para a criança, mas não conversar com os pais sobre o papel deles na melhora alimentar das crianças. Isso significa que a alimentação de toda família deve ser revisada nos casos de desnutrição ou de obesidade.

Na prática, basta recomendar o básico que sempre funciona: frutas, legumes, tubérculos, proteínas e laticínios, além de reduzir o uso de industrializados, embutidos e ultraprocessados. 

Descanso insuficiente

Um sono de qualidade faz toda diferença para o desenvolvimento dos pequenos. Isso porque os hormônios ligados ao crescimento (GH) são produzidos e liberados no organismo ao longo da noite. 

Conforme indicado pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), essa liberação inicia após 30 minutos de sono. Por isso, crianças que dormem pouco tendem a apresentar o déficit de crescimento, além de diversos problemas para a saúde.

Por isso, vale a pena orientar os familiares sobre a importância da criação de uma rotina adequada para que a criança possa dormir o tempo necessário, mesmo considerando compromissos como a escolinha e outras atividades que podem começar bem cedo.

menino medindo sua curva de crescimento

Qual é a importância de acompanhar a curva de crescimento?

Acompanhar a curva de crescimento de uma pessoa é indispensável para identificar diversos problemas de saúde, sejam eles hereditários ou não. Por meio dela, você consegue verificar com base na idade, quais são as medidas de referência.

Isso significa que é possível estabelecer hipóteses e identificar as causas de grandes desvios dessa medida central, independentemente de ser um distanciamento para mais ou para menos das médias estabelecidas pela OMS.

Além disso, essa curva contribui para verificar e acompanhar o sucesso de qualquer tratamento realizado para tratar condições médicas recentes. Assim, além de contribuir para a identificação de um problema, ela também exerce um importante papel após o início do tratamento e seu desempenho.

Entendeu como a curva de crescimento é importante para acompanhar a saúde de seus pacientes? Por meio desse tipo de cuidado, você garante que todas as particularidades de cada criança seja devidamente registrada e conste em seus sistema a fim de manter um atendimento de qualidade durante seu desenvolvimento.

Curtiu nosso post? Então compartilhe este conteúdo em suas redes sociais para que outras pessoas tenham acesso à importância da curva de crescimento para as crianças!

Picture of Felipe Ravanello
Felipe Ravanello
Sócio fundador e Diretor de Negócios e Crescimento da GestãoDS, sistema de gestão para clínicas e consultórios médicos com mais de 10 mil usuários ativos em todo o país. É mestre em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Host do podcast Prontuário de Gestão.