Como calcular o ROI de clínicas e consultórios médicos?

  1. Home
  2. »
  3. Finanças
  4. »
  5. Como calcular o ROI de clínicas e consultórios médicos?
banner software médico completo para impulsionar clínicas e consultórios

Sumário

Quando se trata de gerir uma clínica ou consultório médico, a compreensão de todas as variáveis que impactam o sucesso do negócio é fundamental. Entre essas variáveis, o conceito de ROI (Retorno sobre Investimento) se destaca como uma ferramenta para avaliar a efetividade de seus investimentos, seja em equipamentos, tecnologia ou estratégias de marketing.

roi para clinicas e consultorios

O que é ROI?

ROI, ou Retorno sobre Investimento, é uma métrica financeira usada para avaliar a eficiência de um investimento ou para comparar a eficiência de diferentes investimentos. Em termos simples, ele mede quanto dinheiro você ganha em relação ao que investiu. 

Na gestão de clínicas e consultórios médicos, entender o ROI é fundamental para tomar decisões financeiras informadas. Por exemplo, se uma clínica investe em um novo equipamento de diagnóstico, o ROI ajudará a entender se o aumento da receita (através de mais pacientes ou procedimentos realizados com o equipamento) compensa o custo da aquisição e manutenção do equipamento.

Outro exemplo prático é o investimento em marketing digital. Ao analisar o ROI de uma campanha de marketing, a clínica pode determinar se a estratégia adotada está atraindo novos pacientes e, consequentemente, gerando mais receita do que o custo empregado na campanha.

Identificando os Custos: O Primeiro Passo para Calcular o ROI

Para calcular o ROI de maneira precisa em clínicas e consultórios médicos, o primeiro passo é identificar e entender os diferentes tipos de custos envolvidos. Estes custos podem ser amplamente categorizados em operacionais e de marketing, entre outros. Vamos detalhar cada um deles:

Custos Operacionais

  • Aluguel ou hipoteca do espaço: O custo do espaço físico onde a clínica ou consultório está localizado.
  • Salários e benefícios dos funcionários: Inclui o pagamento para toda a equipe, desde médicos até pessoal de apoio e administrativo.
  • Custos de equipamentos: Aquisição, manutenção e eventual substituição de equipamentos médicos e de escritório.
  • Suprimentos médicos e de escritório: Itens consumíveis que precisam ser reabastecidos regularmente.
  • Serviços públicos e outros custos recorrentes: Eletricidade, água, internet, serviços de limpeza, etc.

Custos de Marketing

  • Publicidade: Custos com anúncios online, outdoors, material impresso, entre outros.
  • Campanhas digitais: Investimentos em SEO, marketing de conteúdo, mídias sociais, e-mail marketing, etc.
  • Eventos e patrocínios: Participação em feiras de saúde, conferências, ou patrocínio de eventos locais.

Além desses, podem existir outros custos variáveis ou fixos que são específicos para cada clínica ou consultório. É essencial que todos esses custos sejam contabilizados de forma detalhada e precisa, para que o cálculo do ROI reflita a realidade financeira da instituição.

Leia mais:

👉 Marketing Digital: Como Usar Para Atrair Mais Pacientes Para Sua Clínica?
👉 É possível cobrar pela consulta se o paciente não comparecer?

Medindo a Receita Gerada: Entendendo o Outro Lado da Equação

Após identificar os custos, o próximo passo no cálculo do ROI em clínicas e consultórios médicos é medir a receita gerada. Essa parte da equação é fundamental para avaliar o sucesso de seus investimentos. Entender como as receitas são influenciadas por investimentos específicos requer uma abordagem metódica e detalhada.

Identificação de Receitas Vinculadas a Investimentos Específicos

  • Aumento no número de pacientes: Por exemplo, após uma campanha de marketing, o aumento no número de novos pacientes pode ser um indicador direto de receita adicional.

  • Serviços adicionais oferecidos: A aquisição de novos equipamentos pode permitir a oferta de serviços adicionais ou mais avançados, que podem gerar um aumento na receita.

  • Melhoria na eficiência operacional: Investimentos em softwares de gestão ou treinamento de funcionários podem levar a um atendimento mais rápido e eficiente, aumentando a capacidade de atendimento e, consequentemente, as receitas.

Diferentes Tipos de Receitas

  • Receitas diretas: Dinheiro recebido por serviços prestados, como consultas, procedimentos e tratamentos.

  • Receitas indiretas: Podem incluir parcerias, referências ou outros serviços que não são o foco principal da clínica, mas que contribuem para a receita geral.

Monitoramento e Análise de Dados:

  • Registros financeiros: Manter registros detalhados das entradas de receita é essencial. Isso inclui, mas não se limita ao faturamento de pacientes, pagamentos de seguradoras e outras fontes de receita.

  • Análise de dados: Utilizar ferramentas de análise para conectar aumentos de receita a investimentos específicos. Por exemplo, um sistema de gestão pode ajudar a rastrear o aumento de pacientes após uma campanha publicitária.

A compreensão clara das receitas geradas, ligadas diretamente aos investimentos feitos, oferece insights valiosos para a gestão da clínica ou consultório. Ela permite não apenas avaliar o retorno de investimentos passados, mas também planejar estrategicamente para futuras alocações de recursos, sempre com o objetivo de otimizar a performance financeira da instituição.

👉 Para aprofundar ainda mais o seu conhecimento e obter insights valiosos, convidamos você a assistir ao vídeo exclusivo do CEO da GestãoDS. No vídeo, ele aborda o tema crucial “Como está a saúde financeira da sua clínica?“. É uma oportunidade imperdível para entender melhor as finanças do seu negócio e aprender estratégias eficazes para otimizar sua gestão financeira.

Como calcular o ROI da clínica ou consultório?

Para realizar o  cálculo do ROI usamos uma fórmula específica, que pode ser aplicada a diversos cenários dentro do contexto de saúde.

A fórmula para calcular o ROI é: 

ROI=  (Ganho obtido com o Investimento – Custo do Investimento) / Custo do Investimento x100

​Exemplo prático de cálculo de ROI: 

Uma clínica investiu R$ 5.000 em uma campanha de marketing digital. Após a campanha, a clínica observou um aumento na receita, atribuível à campanha, de R$ 15.000.

ROI=  (R$ 15.000 – R$ 5.000) / R$ 5.000 x 100

ROI=  R$ 10.000 / R$ 5.000 x100

ROI=  2 x100

ROI=  200%

Um ROI de 200% significa que, para cada real investido na campanha, a clínica ganhou o dobro de volta em receita. Isso indica um retorno muito positivo do investimento feito na campanha de marketing digital.

Qual o Valor Ideal do ROI para Clínicas e Consultórios?

Determinar o valor ideal de ROI (Retorno sobre Investimento) para clínicas e consultórios médicos é uma questão complexa, pois varia de acordo com diversos fatores, incluindo o tipo de investimento, as metas da clínica, e o contexto do mercado em que a clínica opera. No entanto, é possível estabelecer alguns parâmetros para ajudar na avaliação da eficácia de um investimento.

  • Tipo de Investimento: Diferentes tipos de investimentos têm diferentes expectativas de ROI. Por exemplo, investimentos em tecnologia ou equipamentos de ponta podem ter um ROI mais alto a longo prazo, enquanto investimentos em marketing podem gerar um retorno mais rápido, mas talvez menos sustentável.

  • Objetivos da Clínica: Clínicas focadas em expansão rápida podem aceitar um ROI menor no curto prazo para ganhar participação de mercado, enquanto clínicas estabelecidas podem buscar investimentos com ROI mais alto e risco menor.

  • Valores de Referência: Embora não exista um número mágico aplicável universalmente, um ROI positivo é sempre desejável. De modo geral, um ROI de 100% ou mais é considerado bom, pois indica que a clínica está dobrando o investimento realizado. Valores acima de 0% já são positivos, significando que o investimento está gerando mais receita do que custa. No entanto, quanto maior o percentual, melhor o retorno sobre o investimento.

  • Riscos e Tempo: É fundamental considerar o risco associado ao investimento e o tempo necessário para que o ROI seja realizado. Investimentos de alto risco podem exigir um ROI mais elevado para justificar o investimento.

Ao final, não existe um valor único de ROI que seja ideal para todas as clínicas e consultórios, o valor ideal do ROI é aquele que alinha o investimento aos objetivos estratégicos da clínica, enquanto mantém a saúde financeira do negócio. É uma balança entre risco, retorno e as metas a longo prazo da instituição.

Agora que você está mais familiarizado com a importância do ROI e como otimizá-lo em sua clínica ou consultório, é hora de dar o próximo passo. O software médico da GestãoDS pode ser a ferramenta que você precisa para simplificar a gestão do seu negócio, melhorar a eficiência operacional e, consequentemente, melhorar o seu ROI. 

Com funcionalidades como prontuário eletrônico, agenda médica e gestão financeira, a GestãoDS está aqui para ajudar a transformar a maneira como você gerencia sua clínica ou consultório. Não perca mais tempo e descubra como o software GestãoDS pode facilitar o seu dia a dia e contribuir para o sucesso do seu negócio. Conheça nossos planos e saiba mais sobre nossas soluções!

Picture of Felipe Ravanello
Felipe Ravanello
Sócio fundador e Diretor de Negócios e Crescimento da GestãoDS, sistema de gestão para clínicas e consultórios médicos com mais de 10 mil usuários ativos em todo o país. É mestre em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Host do podcast Prontuário de Gestão.