Como o software médico está melhorando a telemedicina e a atenção à distância

  1. Home
  2. »
  3. Fidelização de Pacientes
  4. »
  5. Como o software médico está melhorando a telemedicina e a atenção à distância
banner software médico completo para impulsionar clínicas e consultórios

Sumário

Investir na atenção à distância para o paciente é fundamental para se destacar no mercado atualmente. Para isso, é necessário que os gestores de clínicas, consultórios e outros estabelecimentos médicos invistam na telemedicina (ou telessaúde). Esse é o processo de monitorar pacientes, entregar assistência e analisar resultados de exames à distância.

Essa é uma tendência que acelerou após a pandemia do coronavírus. 51% dos médicos passaram a fazer o atendimento à distância durante esse período de tempo, segundo a Associação Pulista de Medicina (APM), em 2020.

A pandemia acelerou a adoção da telemedicina pelos estabelecimentos de saúde e pacientes. Portanto, é importante continuar lendo este conteúdo para saber como um software médico tornará mais viável a telemedicina no seu negócio!

atenção à distância

Quais são os benefícios de investir na atenção à distância?

As vantagens da atenção à distância impactam diretamente na fidelização dos pacientes, na imagem da sua empresa e no seu desenvolvimento. Entenda quais são elas a seguir.

Menores custos

Há economia tanto para o negócio quanto para seu paciente. Seus clientes não precisarão se deslocar para o estabelecimento, o que geraria muitos custos para eles.

Em relação à empresa, ela também tem gastos com reposição de materiais, manutenção do ambiente, preparação do local para atendimento entre outros. Os gastos que vão desde o espaço destinado para recepção até investimentos para o conforto do cliente também são diminuídos, pois certos atendimentos serão à distância.

Otimização do tempo

Os profissionais conseguem atender mais pessoas em um menor espaço de tempo. Será necessário menos tempo e esforço com análise de documentos físicos, preparação do local para atendimento e aguardar o paciente chegar no estabelecimento.

Para o paciente, ser atendido no conforto de sua casa também torna o serviço mais eficiente e prático. Ele evita transtornos da viagem e consegue um atendimento de qualidade do conforto de sua casa.

Melhor segurança

Um bom software médico com módulo de telemedicina inclui um robusto sistema de segurança para proteger os dados.

O que a legislação diz sobre a telemedicina?

Durante o período da pandemia do Covid-19, foi publicada a Lei n.º 13.989/20, que permitia a telemedicina durante esse período difícil da saúde brasileira.

Porém, no ano de 2022, foi publicada uma nova legislação — a Lei n.º 14.510/22 — que revogou a lei anterior, autoriza e regulamenta a telessaúde em todo o Brasil mesmo após a pandemia do coronavírus. O Conselho Federal de Medicina (CFM) também regulamentou o assunto com a Resolução n.º 2.314/22.

Entre os principais tópicos que essas normas trazem sobre a telessaúde estão:

  • promoção da universalização do acesso dos brasileiros aos serviços e ações de saúde;
  • deve-se garantir a dignidade e valorização do profissional da saúde;
  • estrita observância das atribuições legais dos profissionais;
  • há direito de recusa ao atendimento dessa modalidade;
  • assistência segura e de qualidade ao paciente;
  • maior autonomia do profissional de saúde;
  • deve ter consentimento do paciente;
  • confidencialidade dos dados;
  • responsabilidade digital.

Quais são alguns exemplos reais da telemedicina?

Existem diferentes tipos de telemedicina e a aplicação real desse tipo de serviço depende da modalidade usada. Veja a seguir alguns desses tipos e exemplos reais de cada um deles.

Telemonitoramento

São usadas ferramentas que monitoram em tempo real os sinais clínicos e de saúde do paciente. Temos como exemplo o marcapasso cardíaco, que transmite as informações continuamente para o software médico.

Teleconsulta

É o atendimento feito à distância com o apoio de alguma tecnologia de comunicação, como Zoom, Skype, FaceTime, entre outros. Também é possível realizá-la por telefone ou apenas microfone caso o paciente não tenha acesso à internet na sua localidade.

Telediagnóstico

Permite que diagnósticos sejam feitos a distância, pois o médico receberá informações como laudos, dados do Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) e os obtidos na teleconsulta.

Telerradiologia

Aqui as imagens radiológicas são transmitidas pela internet. O paciente se dirige até à clínica de radiologia para fazer a captação das imagens, que são enviadas automaticamente para o software médico da clínica.

Teleenfermaria

Nessa modalidade os enfermeiros fazem atendimento à distância para os pacientes. Normalmente é utilizado quando o cliente se encontra em uma condição menos urgente.

Ainda há vários outros tipos de telemedicina que você pode oferecer aos clientes. Mas é importante que você use as tecnologias corretas para dar qualidade para a atenção à distância.

Como posso entregar uma melhor atenção à distância para os pacientes?

Não é qualquer meio ou tecnologia que permitirá que ofereça uma telemedicina que atenda as necessidades dos seus clientes. Por exemplo, fazer ligações por telefone, pedir para que o cliente envie informações pelo e-mail manualmente, entre outras exigências pode tornar o processo bastante trabalhoso para o paciente.

Pedir para que o cliente baixe um programa de videoconferência e faça as configurações também prejudica sua experiência. Além disso, os próprios médicos terão mais trabalho para baixar as informações, colocar em planilhas, configurar aplicativos etc.

Por outro lado, você pode contratar um software que foi desenhado para tornar a telemedicina viável. Essa tecnologia ajuda no agendamento, cadastro do paciente e envia o link da videoconferência. Assim, o médico consegue fazer o atendimento de forma segura, intuitiva e prática.

Como um software médico ajuda na atenção à distância?

Software médico é a tecnologia ideal para que você dê a atenção necessária para que seus clientes se fidelizem mesmo à distância. A solução GestãoDS traz um módulo de telemedicina, que é bastante intuitivo de usar pelos colaboradores do seu negócio, sendo que eles conseguirão aproveitar de suas funcionalidades facilmente.

Do ponto de vista do paciente, basta que ele faça o agendamento e cadastro (se já não houver) para receber o link da videoconferência. Ele só precisará clicar no link que recebeu para iniciar a chamada. Esse módulo ainda traz recursos como:

  • Gravação das consultas diretamente no software, que podem ser facilmente acessadas posteriormente;
  • Acesso à certificação HIPAA Compliance;
  • Relatório completo das chamadas;
  • Suporte dedicado para solucionar qualquer dúvida.

Ainda há vários outros módulos que são entregues pela GestãoDS que contribuem para outros aspectos do atendimento, como agenda médica, prontuário eletrônico, ranking de pacientes, entre muitos outros.

Apesar da telemedicina já ser aplicada por consultórios, clínicas e hospitais, muitas empresas ainda não conseguem entregar uma boa atenção à distância.

Para solucionar essa questão, você deve ter uma solução com módulo de telemedicina que facilita tanto a vida do paciente como do seu médico, garantindo uma boa experiência para seus clientes externos e internos.

Quer saber como melhorar ainda mais a gestão do seu negócio?

Baixe nosso infográfico com indicadores de desempenho para sua clínica!

Picture of Felipe Ravanello
Felipe Ravanello
Sócio fundador e Diretor de Negócios e Crescimento da GestãoDS, sistema de gestão para clínicas e consultórios médicos com mais de 10 mil usuários ativos em todo o país. É mestre em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Host do podcast Prontuário de Gestão.