prontuário eletrônico

Você já enfrentou momentos em que precisava de algum dado de um paciente à mão, mas ele não estava acessível? Ou necessitou de alguma informação em casa, mas se deu conta de que os documentos haviam ficado na clínica? Nada mais comum na rotina de um médico. Ao mesmo tempo, esses problemas mostram que já passou da hora de você contar com uma solução que permita acesso remoto, substituindo as velhas fichas em papel pelo prontuário eletrônico médico.

Por definição, o termo prontuário se refere ao local onde são armazenados dados que podem ser necessários a qualquer momento. Mas, na prática, os arquivos físicos não oferecem essa facilidade de acesso a qualquer tempo e local. E, por se tratar de informações médicas, essa agilidade em obtê-las é mais do que essencial.

prontuário eletrônico

Hoje, porém, já há soluções extremamente simples e práticas que oferecem a consulta remota e imediata a informações armazenadas no meio digital. Somada a essa facilidade, o prontuário eletrônico médico também é muito mais seguro, flexível e personalizável em comparação à versão em papel.

Neste artigo ajudamos a esclarecer, de forma simples e objetiva, o que é, como funciona e quais as principais funções de um prontuário eletrônico médico. Assim, você vai entender todos os benefícios da adoção dessa ferramenta na sua clínica!

O que um prontuário eletrônico médico precisa oferecer?

1 – Praticidade e facilidade de uso

Até bem pouco tempo, a maneira mais viável de se armazenar informações de pacientes de uma clínica ou consultório era usando o velho e bom papel. Contudo, essa prática sempre envolveu uma série de riscos. Extravio, quebra de sigilo, confusão de nomes, anotações erradas e danos que impedem a recuperação de dados estão entre os principais problemas.

Além disso, a dificuldade de compartilhar essas informações com outros médicos, especialmente em equipes multidisciplinares, é outro fator que mostra a desvantagem dos arquivos físicos. Mas o desenvolvimento da tecnologia se ocupou em solucionar essa questão. A popularização dos meios digitais rapidamente abriu novas possibilidades e facilitou a rotina de clínicas e consultórios.

Leia mais:

Descubra como a personalização do prontuário eletrônico pode melhorar sua rotina
4 dicas fundamentais na transição para o prontuário eletrônico
Como melhorar a relação médico e paciente na rotina do consultório

young doctor with digital tablet

2 – Informações armazenadas de forma personalizável e facilmente acessíveis

Seja em papel, seja em meio digital, o prontuário segue as mesmas regras determinadas pelo Código de Ética Médica. Ele deve conter, obrigatoriamente, as seguintes informações mínimas:

  • Identificação do paciente
  • Anamnese
  • Exames
  • Hipóteses diagnósticas
  • Diagnósticos definitivos
  • Tratamentos efetuados

Mas as semelhanças acabam por aí. Diferentemente do que ocorre com o prontuário físico, um prontuário eletrônico médico permite a plena personalização de acordo com as suas preferências e demandas específicas da sua especialidade. Isso tudo disponível na tela do computador ou tablet, e acessível em questão de alguns segundos.

Por essa razão, os benefícios vão além da praticidade e ganha-se também em agilidade. Outro ponto é a melhora na segurança para o diagnósticos. Com os dados dos pacientes muito mais acessíveis, o médico pode contar com informações mais ricas e seguras na hora da consulta. E isso obviamente também melhora na confiança dos pacientes.

Além de tudo isso, você tem à disposição, com somente alguns cliques, ferramentas adicionais de prescrição de medicamentos, armazenamento e visualização de exames (inclusive com arquivos de imagem), anotações privadas, alergias e sensibilidades.

mate rico divulgacao
Baixe gratuitamente nosso e-book e saiba como atrair pacientes e criar uma base fiel de clientes

3 – Segurança contra invasões e vazamentos

A essa altura, você já deve estar convencido de que armazenar as informações dos seus pacientes digitalmente é muito mais prático e ágil. Entretanto, ainda se preocupa com a segurança de ter seus dados em um servidor ou na nuvem?

Outra questão importantíssima relativa aos prontuários eletrônicos médicos veio à tona com a entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Por conta das novas regras, a guarda de informações consideradas sensíveis, como os registros pessoais e sobre saúde, precisam obrigatoriamente estar protegidas de vazamentos e invasões. Para resguardar o sigilo de dados e a privacidade das pessoas, a nova legislação prevê multas pesadíssimas, que podem chegar a R$ 2 milhões.

Por isso, além de todas as garantias de segurança, a privacidade, a confidencialidade e a integridade dos dados precisam ser fatores básicos em um sistema de prontuário eletrônico médico. Além de proteção contra invasões e roubos de informação, o acesso a dados privados precisa ser restrito somente a pessoas autorizadas entre as que operam o seu sistema.

close up of doctor typing on laptop keyboard in medical cabinet

Assim, o sistema de prontuário escolhido por você precisa permitir diferentes níveis de acesso. Determinados dados podem ser vistos apenas pelo médico, que precisa dar autorização expressa para outros médicos visualizarem aquele conteúdo. Além disso, a plataforma também tem que oferecer a possibilidade de limitar informações que ficarão disponíveis para enfermeiros, secretárias, recepcionistas da clínica e outros profissionais e que trabalham no local.

Para uma segurança eficiente dos registros, também é imprescindível que o sistema ofereça vários níveis de segurança, preferencialmente com backup em nuvem e servidores que contem com o reforço de criptografia e protocolos seguros de acesso. 

Leia mais:

LGPD no consultório: como o Gestão DS cuida dos seus dados
Software médico para clínicas e consultórios: o que considerar para escolher
Por que ter um prontuário eletrônico integrado

4 – Acesso remoto ao prontuário eletrônico médico e aos dados dos pacientes

Além de fatores como praticidade, economia, e facilidade de uso, outro grande benefício  do prontuário eletrônico é a clareza e o detalhamento dos dados. Tudo que for relativo aos pacientes estará digitado, minimizando o risco de equívocos quando as anotações são feitas à mão.

Outro ponto importante é o fato de as informações poderem ser acessadas de qualquer lugar, apenas com a necessidade de um celular, computador ou tablet com acesso à internet. Dessa forma, o histórico do paciente fica sempre organizado e disponível. Para médicos que atendem em vários locais, isso é uma enorme facilidade. Graças ao prontuário eletrônico, eles podem receber seus pacientes no local mais conveniente e ter mais segurança nos atendimentos de urgência e acompanhamentos hospitalares.

Por conta disso, o prontuário eletrônico médico também funciona como uma ferramenta na fidelização dos pacientes. Com muito mais segurança, confiança e agilidade nas consultas, sua clientela passa a contar com um grande diferencial e tende a ser mais leal aos seus serviços.

prontuário eletrônico

5 – Integração do prontuário eletrônico médico com a agenda

Além da praticidade de anotar qualquer informação relevante dos pacientes durante o atendimento, também é importante que o prontuário eletrônico médico facilite o acesso a outros dados.

Um sistema eficiente e integrado de prontuário eletrônico médico, como o oferecido pela Gestão DS, também precisa disponibilizar a facilidade de ter à mão a agenda completa e em tempo real da clínica ou consultório. Isso permite uma melhor gestão do tempo por parte do profissional e, como consequência, uma organização otimizada da rotina.

Leia mais:

Por que é importante manter o cadastro atualizado dos pacientes
Como ter o controle de consultas na palma da mão
Aprenda a escolher o melhor software para consultório médico em 3 dicas

6 – Custo-benefício imbatível

Com um prontuário eletrônico médico você pode migrar todas as informações sobre os pacientes do papel para o digital. Uma vez feita essa digitalização, todos os dados estarão em um só lugar, disponíveis para consultas a qualquer hora e a poucos cliques de distância. Diante de tantas vantagens, é natural imaginar que um sistema com essa funcionalidade seja caro e exija operadores treinados.

Mas a verdade está bem distante disso. Graças às facilidades da tecnologia, o prontuário eletrônico hoje faz parte de qualquer pacote, por mais básico que seja, de softwares para festão de clínicas e consultórios. Basta uma simples assinatura mensal, que vai garantir atualizações, suporte permanente e assessoria técnica, para contar com essa solução na sua rotina. E o melhor de tudo: a preços muito competitivos que nem de longe chegam perto dos ganhos que você vai obter com a otimização dos processos do dia a dia.

E se você ainda não conta com uma solução completa e integrada que ofereça o prontuário eletrônico para a sua clínica ou consultório, não perca tempo! Conheça as soluções oferecidas pela Gestão DS para impulsionar o gerenciamento do negócio, com ferramentas criadas sob medida para as necessidades de médicos de todas as especialidades.

Artigos Relacionados

Newsletter GestãoDS

Semanalmente os melhores conteúdos para médicos empreendedores.
Hidden
LGPD*
Ao enviar seus dados você declara que concorda com a nossa Política de Privacidade.
logo GestãoDS
Simples e Descomplicada – O melhor software para médicos com pacientes recorrentes.

Siga Nas Redes Sociais

Endeavor Scale Up
Todos os direitos reservados | Suno Sistemas – CNPJ: 23.640.571/0001-96 | Política de Privacidade e Termos de Uso